Botafogo, o que já estava morto não pode morrer

A queda do Botafogo não começou em 2020, não ocorreu em 2021, a queda do Botafogo tem origem lá depois do fiasco na escalada do ”Everest” em 2017 até essa sexta-feira trágica de Fevereiro.

O ideal é que essa queda ocorresse daqui duas quartas, na quarta-feira de cinzas, pois o fogo do clube não existe mais, só cinzas estão presentes.

Botafogo perde para o Sport por 1 a 0 e está rebaixado pela terceira vez para a Série B

Ainda há esperança para o Botafogo?

Pergunta certamente entalada na garganta de qualquer torcedor do clube. Contudo, o campo verde que havia sido regado em 2016/17 por Jair Ventura. Todavia, agora é uma terra certamente arrasada por Barroca e sua turma.

Atos desta queda ilustram o que é ser botafoguense, algo lento, sofrido, que vai se arrastando.

Para mim, o clube já havia caído lá em Novembro, mas a matemática é cruel e foi empurrando o que a lógica já dizia ser o cruel fim do time da estrela solitária.

Um dos fracassados nomes de 2020, Bruno Nazário, enganou a todos, simplesmente uma decepção, uma cara e dolorosa decepção.

O que deve mudar neste início de 2021?

Tulio Lustosa e Eduardo Barroca podem não ser os principais culpados por esta lástima, mas tem sua parcela considerável neste erro. Dito isso, ambos já nem deviam mais estar frequentando General Severiano. Contudo, isso provavelmente não ocorrerá, o maior temor de qualquer botafoguense é a manutenção destas duas figuras no clube.

Medalhões bizarros da campanha estão caindo um por um, Honda largou o barco, Cícero já foi dispensado. Gatito, ah, Gatito, este falaremos depois. Reforços bizarros e certamente inexplicáveis idem.

Inexplicável ano trouxe até agora somente 4 vitórias em 34 jogos, algo extremamente cruel para os milhões de apaixonados.

 Números certamente assustadores do rebaixado Botafogo no #Brasileirão2020 até aqui.

Um pouco de esperança pôde ser visto neste fim, a aparição de Navarro e Matheus Nascimento, a grata surpresa que foi o ano de Caio Alexandre e a subida de Cesinha e Romildo. Além também da manutenção no gol imediata de Diego Loureiro que precisa ocorrer neste clube;

Rebaixado para a Série B na 34ª rodada, Botafogo é campeão brasileiro a ter queda mais precoce Derrota para o Sport sacramenta o descenso no Campeonato Brasileiro;

Com isso, nunca antes um campeão havia sido rebaixado com tantas rodadas de antecedência.

Vitórias do Botafogo na competição:

  1. 4ª rodada contra o Atlético-MG
  2. 14ª rodada contra o Palmeiras
  3. 15ª rodada contra o Sport
  4. 26ª rodada contra o Coritiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *