PlayMaker Scouts Brasil

Botafogo, a identidade Barroca e a má vontade da mídia

midia

O Botafogo vem jogando um futebol compacto, muitos passes e realmente cria pouco, afinal, as peças não são as mais qualificadas para esse tipo de jogo. Contudo, o mago dos bancos Eduardo Barroca tem feito milagre e mais uma vez a equipe foi superior a um time com investimento e elenco maior e mais qualificado. Certamente a má vontade da mídia em reconhecer o estilo de jogo e a perseguição com tudo que envolve o futebol do Botafogo fica visível a cada jogo.

Não é o maior clube, muito menos o mais midiático. Contudo, ontem na transmissão feita pela Rede Globo ficou visível a falta de qualidade em analisar o trabalho e o esquema de jogo do técnico alvinegro.

Voto de silêncio deveria ser feito pela mídia e não só pelos jogadores comandados por Barroca

A mídia deveria aderir ao protesto de silêncio que os jogadores do Botafogo vem fazendo pós-Copa América. Os salários atrasados e a falta de palavra da diretoria alvinegra irritam o elenco que resolveu não falar mais com a mídia enquanto não resolverem este problema. Contudo, isso deveria ser abraçado pela mídia, já que o silêncio é bem melhor do que o comentário maldoso ou ruim.

Todo mundo sabe da qualidade e do que representa enfrentar o Cruzeiro no Mineirão. Este mesmo elenco de Mano Menezes acabou de golear o seu rival, na última quinta-feira. Certamente o azarão era a equipe carioca. O Botafogo entrou em campo na frente do time celeste na tabela e controlar a posse de bola é primordial nestes casos. Isso impede que a equipe de melhor capacidade controle o jogo e te sufoque na defesa. O time de Barroca entrou com esse intuito.

Mesmo que seja irritante o toque de bola estéreo, ele é necessário. Foi assim que o Botafogo conseguiu seus pontos, controlando, neutralizando e saindo por uma bola.

O Cruzeiro, aparentemente de ressaca, entrou mal, teve algumas chances no primeiro tempo e depois se entregou ao toque de bola do Botafogo.

Ainda assim, os comentários era de que o jogo era feio, que o toque de bola era inútil e que o Cruzeiro fazia uma péssima partida, onde certamente era o Botafogo que fazia uma partida sólida e controlada.

A má vontade é rotineira por parte da mídia no que diz respeito ao jogo praticado pelo Botafogo

Em seu twitter, um dos influencers botaguenses, Felipe Neto mandou uma letra para Roger Flores.

O comentarista do Grupo Globo não poupou críticas ao futebol praticado no Mineirão e em momento algum reconheceu a superioridade nos números e no futebol jogado pelo alvinegro.

Números da partida entre Cruzeiro e Botafogo

O ponto alto das duas equipes foi o esquema de defesa. O lateral sempre questionado Marcinho, do Botafogo, fez um jogo sólido e muito seguro. Na defesa, além da dupla implacável formada por Gabriel e Carli, Gilson também foi seguro. Dedé e Léo também não tiveram falhas, foram impecáveis e estreia do jovem Weverton, aquele mesmo que canetou o Neymar na preparação da seleção, foi muito elogiada pela personalidade do atleta.

O que se sobressaiu foi o toque de bola mesmo. O Botafogo manteve uma posse de 60% contra 40% dos donos da casa. Após alguns sustos no meio do primeiro tempo com Pedro Rocha e David, o Cruzeiro amoleceu e o Botafogo controlou o campo de jogo.

O Botafogo trocou 637 passes e acertou 568, 89% de acerto, certamente um número digno de clubes europeus. O Cruzeiro utilizou do recurso por 454 vezes; contudo, não conseguiu controlar o campo.

O time Carioca na segunda etapa melhorou, finalizou 5 vezes contra 1 do time Mineiro.

No total, 8 a 7  foi o placar das finalizações.

midia
Bochecha foi o maestro e melhor passador da equipe alvinegra no confronto (FOTO:GE)

Gustavo Bochecha, ou somente Gustavo como ele pede, efetuou 92 passes na partida com 92.9% de acerto. Números impressionantes e o Botafogo quase marcou com Alex Santana em duas oportunidades e com Rodrigo Pimpão que saiu cara a cara com o ótimo goleiro Fábio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PlayMaker Noticias Sports