PlayMaker Scouts Brasil

A eterna dificuldade de se provar no futebol atual, de Pep Guardiola até o maior dos craques

Pep Guardiola

Em um mundo esportivo cada vez mais exigente, Pep Guardiola e outros grandes nomes diariamente precisam provar que são os melhores.

Quando as pessoas vêem vídeos do Pelé, elas tendem a dizer que aquilo que ele fazia era muito fácil devido a fragilidade dos adversários. Os famosos “pedreiros”.

Muito se diz sobre essa época de Pelé. Que não havia competitividade, que os zagueiros eram ruins, que os adversários eram lentos e atabalhoados. O brasileiro em boa parte das vezes não reconhece o trabalho acerca do craque.

O atleta do século para muitos, questionado sobre o que o cercava por tantos, Pelé.

Quando as pessoas vêem Messi jogar tendem a dizer que os adversários não são tão fortes assim quanto pensam.

O famoso “Quero ver em outra liga”. Contudo, Messi já marcou, já goleou e conquistou títulos em contra quase todos os gigantes do futebol mundial.

Cristiano Ronaldo, quando se questionam sobre sua capacidade de decisão e o fato de ser sim um dos maiores de todos os tempos.

É um questionamento certamente presente em quase toda mesa redonda. É certamente um questionamento boçal e as vezes bem mau caráter. Contudo, sempre que isso é posto em cheque e os números são questionados o haterismo barato é trocado pelo deboche e a velha máxima de que ”quero ver ganhar em lugar tal”. E ele vai lá e ganha.

A lenda, a máquina que sempre tenta se provar e chegar ao seu limite.

Quando o time do Barcelona regido por Pep Guardiola doutrinava a La Liga com goleadas de vídeo-game, as pessoas tendiam a dizer que com um super time era fácil.

Era o famoso “Duvido fazer isso fora do Barcelona.”

E o que falar de Pep Guardiola?

Quando Pep foi à Alemanha doutrinar com o Bayern de Munique, as pessoas tendiam a dizer que num campeonato de um só time não era difícil.

Era o famoso “Quero ver fazer isso na Premier League.”

E agora Pep está na Terra da Rainha fazendo o que fazia desde os tempos de Barcelona. Fazendo o que Pelé e Messi fez e faz com seus adversários, que é colocar a dificuldade num nível amador.

E as pessoas vão continuar tendendo a dizer que esses feitos são molezas, porque a incapacidade em admitir que o gênio faz o difícil parecer fácil, é o que realmente diferencia o cego do amante do futebol.

Pep aplica sonoras goleadas. Todavia, ter um elenco estrelado e bem montado é um pecado nos olhos dos leigos. Outros tiveram e fracassaram, outros tiveram elencos estrelados do Real Madrid, por exemplo, e fracassaram. O Manchester United tem um dos elencos mais caros de sua história, contudo, nada ganha, nem é competitivo.

A eterna necessidade de se provar ao haterismo barato é uma lástima para quem tem que lidar com os saudosistas da bola.

Pep Guardiola
Pep se vê diariamente questionado sobre sua capacidade de ter um novo grande trabalho. Qual será o próximo?

Texto alterado e encrementado de Rony Corona, do Tyler Martin

Veja uma outra palhinha de Rony no blog e nossa coluna sobre a NBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PlayMaker Noticias Sports