PlayMaker Scouts Brasil
26 de outubro de 2020

A festa, a dor, a tristeza e a euforia, tudo isso em um só momento, em um só estádio, o Fluminense que parou o Brasil.

TBT: Mágico, trágico, o Fluminense e a Libertadores de 2008

A lembrança do torcedor tricolor com o Fluminense daquele ano é traumática. A Libertadores de 2008, certamente é melancólica e ao mesmo tempo linda. O Fluminense na Libertadores de 2008 foi uma das coisas mais belas de se ver na década.

Libertadores de 2008
Dodô nos proporcionou o momento mais belo da Libertadores de 2008, uma pintura contra o Arsenal (FOTO: GE)

A fase de grupos e o show de Dodô e cia – Prólogo da Libertadores de 2008

O Fluminense foi avassalador na primeira fase, com LDU, Arsenal e Libertad em seu grupo a equipe fez 13 pontos. Com 4 vitórias, 1 empate e apenas uma derrota quando já estava classificado a equipe foi uma das melhores na colocação geral.

O jogo monstruoso foi no dia 05/03, ás 21:50, um Fluminense 6 a 0 Arsenal. Show de golaçoes, certamente o gol de Dodô foi o mais bonito que eu pude presenciar no Maracanã em anos de existência. A equipe liderada por Washington, o Coração Valente veio forte para as oitavas.

O fato curioso, que o que viria a ser o algoz do time na final também enfrentou a equipe, a LDU. Contudo, uma vitória e um empate contra o time de Guerrón e cia nos deixou animado para um futuro confronto.

Todavia, a equipe veio mal em outras competições, caiu no Estadual para o Botafogo em um combate emocionante. Iniciou o Campeonato Brasileiro com foco total na Libertadores e acabou não pontuando bem nas primeiras rodadas.

Libertadores de 2008
Uma das maiores surpresas, aparecia Darío Conca, o argentino foi importante na campanha daquele ano e viria a se tornar certamente um dos maiores ídolos da história do clube (FOTO: LANCENET)

As finais e o show de emoções – Washington e o choro de Renato Gaúcho.

Veio as oitavas e o Fluzão bateu o Atlético Nacional com duas vitórias, 2 a 1 na Colômbia e 1 a 0 no Maraca. Certamente o único confronto sem tantas emoções nas fases finais. Á partir daí, a torcida parou para ver o show que havia começado, o show do Tricolor.

Ficha do jogo – São Paulo 1 x 0 Fluminense

Data – 14.05.2008
São Paulo – Rogério Ceni | Jancarlos | Alex Silva | Miranda | Richarlyson | Zé Luís | Fábio Santos | Hernanes | Hugo | Dagoberto (Aloísio) | Adriano | Técnico – Muricy Ramalho
Fluminense – Fernando Henrique | Gabriel | Luiz Alberto | Roger | Junior César | Ygor | Arouca | Cícero | Thiago Neves (Conca) | Dodô | Washington | Técnico – Renato Gaúcho
Gols – 1º Tempo – 19min – Adriano
Cartões amarelos – Jancarlos | Hernanes | Dagoberto | Roger | Thiago Neves
Local – Estádio do Morumbi – São Paulo – SP
Árbitro – Óscar Ruiz – Colômbia
Público – 61.593 pagantes

Um jogo morno, todavia, um jogo de muita pegada e que Adriano, o Imperador marcou o gol da Vitória do Tricolor Paulista. Certamente o atual bi campeão brasileiro era franco favorito para o jogo da volta e com uma atuação apagada dos principais nomes do Fluminense, parecia o fim.

Ficha do jogo – Fluminense 3 x 1 São Paulo

Data – 21.05.2008
Fluminense – Fernando Henrique | Gabriel (Allan) | Thiago Silva | Luiz Alberto | Júnior César | Ygor (Maurício) | Arouca (Dodô) | Conca | Cícero | Thiago Neves | Washington | São Paulo – Rogério Ceni | Técnico – Renato Gaúcho
Jancarlos (Joílson) | Alex Silva | Miranda | Richarlyson | Zé Luís | Fábio Santos | Hernanes | Hugo | (Jorge Wagner) | Dagoberto (Aloísio) | Adriano | Técnico – Muricy Ramalho
Gols – 1º Tempo – 12min – Washington | 2º Tempo – 24min – Adriano | 25min – Dodô | 46min – Washington
Cartões amarelos – Luiz Alberto | Dagoberto
Cartões vermelhos – Joílson
Local – Estádio do Maracanã – Rio de Janeiro – RJ
Árbitro – Carlos Amarilla – Paraguai

Todavia, o segundo jogo veio e o jogo mais emblemático talvez dessas fases finais estava diante de quase 90 mil olhos no Maracanã. Aos 12 minutos, Washington acabou certamente com a vantagem do Tricolor Paulista. Êxtase no Maraca, show do Fluminense estava sendo visto, até que aos 24 do segundo tempo, novamente Adriano marcou.

Silêncio no Maraca, silêncio que durou somente 1 minuto, quando o artilheiro dos gols bonitos colocou o Fluzão na frente do placar. Contudo, o placar era do São Paulo, o gol fora estava salvando o time de Muricy. O Fluminense não se entregou, martelou, mas o gol não saia…

Aos 46, em uma bola alçada, já com um homem a menos ( Joílson havia sido expulso), certamente ninguém esperava mais nada, mas Washington estava lá. Gol. Fluminense classificado, contudo, a imagem do jogo foi o choro ao ver a bola entrando de Renato Gaúcho, o jovem técnico e ídolo daquela camisa.

Veio as semis.

Uma das boas revelações da época que viria a ser um dos maiores zagueiros do mundo, Thiago Silva. (FOTO:GE)

Ficha do jogo – Boca Juniors 2 x 2 Fluminense

Data – 28.05.2008
Boca Juniors – Migliore | Maidana (Ibarra) | Cáceres | Paletta | Morel Rodríguez | Chávez (Neri Cardozo) | Battaglia (Vargas) | Dátolo | Riquelme | Palacio | Palermo | Técnico – Carlos Ischia
Fluminense – Fernando Henrique | Gabriel | Thiago Silva | Luiz Alberto | Júnior César | Arouca | Maurício (Romeu) | Conca | Cícero | Thiago Neves (Roger) | Washington (Dodô) | Técnico – Renato Gaúcho
Gols – 1º Tempo 12min – Riquelme | 14min – Thiago Silva | 2º Tempo 20min – Riquelme | 31min – Thiago Neves
Cartões amarelos – Cáceres | Chávez | Riquelme | Fernando Henrique | Júnior César | Romeu
Local – Estádio Juan Domingos Perón – Avellaneda – Argentina
Árbitro – Roberto Silvera – Uruguai

Ficha do jogo – Fluminense 3 x 1 Boca Juniors

Data – 04.06.2008
Fluminense – Fernando Henrique | Gabriel | Thiago Silva | Luiz Alberto | Júnior César | Ygor (Dodô) | Arouca | Conca | Thiago Neves (Maurício) | Cícero | Washington (Roger) | Técnico – Renato Gaúcho
Boca Juniors – Migliore | Ibarra | Julio Cáceres | Paletta | Morel Rodríguez (Boselli) | Battaglia | Vargas | (Ledesma) | Dátolo (Chávez) | Riquelme | Palacio | Palermo | Técnico – Carlos Ischia
Gols – 2º Tempo – 12min – Palermo | 17min – Washington | 25min – Conca | 48min – Dodô
Cartões amarelos – Fernando Henrique | Gabriel | Júnior César | Arouca | Washington | Riquelme | Palermo
Local – Estádio do Maracanã – Rio de Janeiro – RJ
Árbitro – Carlos Torres – Paraguai

O Fluminense enfrentou o time mais enjoado e atual campeão da Libertadores. Contudo, time de Riquelme, Palácio, Ledesma, Dátolo, Palermo e Paletta era o favorito.

Na argentina, Thiago Silva, o jovem zagueiro tricolor fez um dos gols e Thiago Neves fez o segundo. Riquelme 2 vezes balançou as redes para os hermanos. Contudo, ainda haveria emoção no Rio de Janeiro.

Certamente a melhor partida do tricolor até ali.

Todavia, o Fluminense tomou um gol logo aos 12 minutos. Contudo, o incansável Coração Valente empatou 5 minutos depois, após isso, ainda no primeiro tempo, Darío Conca e Dodô deram números a mais um show do Tricolor.

A final, a remontada e a dor do quase – O fim

O Fluminense dormiu mal, se preparou mal e foi enfrentar a LDU lá em Quito, novamente enfrentando o time Guerrón e Bolaños.

Contudo, a equipe equatoriana foi avassaladora.

Certamente o pior jogo da equipe de Renato Gaúcho na competição. Todavia, a altitude foi um dos fatores mais cruciais naquele jogo, talvez o maior exemplo ligado ao fator altitude que um time brasileiro já sofreu.

A LDU impôs um 4 a 2 e foi ao Maracanã com a mão na taça. Pelo menos era o que os mais emocionados diziam. A Libertadores de 2008 iria ser decidida no próximo dia 04/06/2006;

Libertadoresd e 2008
Maestro e autor de 3 gols na final, Thiago Neves é detentor da marca de melhor atuação em finais no torneio. (FOTO: LANCE)

Ficha da Final da Libertadores de 2008 – Fluminense 3 (1) x 1 (3) LDU Quito

Data – 04.06.2008
Fluminense – Fernando Henrique | Gabriel (Maurício) | Thiago Silva | Luiz Alberto | Júnior César | Ygor (Dodô) | Arouca (Roger) | Darío Conca | Thiago Neves | Cícero | Washington | Técnico – Renato Gaúcho
LDU – Cevallos | Calle | Campos | Norberto Araujo | Ambrossi | Urrutia | Vera | Guerrón | Manso (William Araujo) | Bolaños (Salas) | Bieler | Técnico – Edgardo Bauza
Gols – 1º Tempo – 5min – Bolaños | 11min – Thiago Neves | 27min – Thiago Neves | 2º Tempo – 11min – Thiago Neves
Cartões amarelos – Luiz Alberto | Cícero | Thiago Silva | Bieler | Vera | Cevallos
Cartões vermelhos – Luiz Alberto
Local – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro – RJ
Árbitro – Héctor Baldassi – Argentina
Público – 78.918 pagantes

O palco, Maracanã, o artista da ópera se chama Thiago Neves. A melhor atuação individual de um jogador em uma final de Copa Libertadores. O meia tricolor marcou 3 gols e foi decisivo, mesmo que aos 5 minutos de jogo Bolaños tenha assustado o horto mágico que se fazia presente no Maracanã, certamente a festa mais bela vista em uma final do torneio.

A prorrogação veio, mas nada feito. Contudo, as penalidades viriam para punir o Fluminense.

”Cevallos é o nome dele”  certamente o goleiro mais iluminado em finais.

O goleiro da LDU pegou simplesmente a cobrança dos 3 principais jogadores do time, todavia, no tempo normal estava doido para entregar o jogo para o tricolor. Pegou de todos inclusive do próprio Thiago Neves.

Terminava ali, certamente a maior atuação do clube na competição e a participação mais emocionante de um clube brasileiro em tempos. Acabava ali a Libertadores de 2008.

O choro e o desespero do fim da Libertadores de 2008 (FOTO: GazzetaPress)

Elenco do Fluminense na Copa Libertadores de 2008

Goleiros
1 – Fernando Henrique
12 – Diego
22 – Berna

Defensores
3 – Thiago Silva
4 – Luiz Alberto
6 – Junior César
13 – Roger
19 – Rafael
20 – Carlinhos
25 – Anderson

Meio-campistas
2 – Gabriel
5 – Ygor
8 – Arouca
14 – Fabinho
15 – Maurício
16 – Romeu
18 – Darío Conca
21 – David
24 – Tartá

Atacantes
9 – Washington
10 – Thiago Neves
11 – Dodô
17 – Cicero
23 – Alan

Técnico – Renato Gaúcho

PlayMaker Noticias Sports